"Direcione sua visão para o alto, quanto mais alto, melhor. Espere que as mais maravilhosas coisas aconteçam, não no futuro, mas imediatamente. Perceba que nada é bom demais para você. Não permita que absolutamente nada te impeça ou te atrase, de modo algum."
( Eileen Caddy )

04/06/2011

RELÁTORIO INDIVIDUAL - AVALIAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

“A avaliação é ‘movimento’, é ação e reflexão. À medida que as crianças realizam
suas tarefas, efetivam muitas conquistas".
(HOFFMANN)

RELATÓRIO DE DESENVOLVIMENTO INDIVIDUAL DO ALUNO



A avaliação é a reflexão transformada em ação, não podendo ser estática nem ter caráter sensitivo e classificatório”. Jussara Hoffmann
Principalmente na educação infantil os relátorios das crianças revelam seus avanços diários , as observações são feitas com requintes de detalhes para que não percamos nenhum momento do seu desenvolvimento. Avaliar envolve valor e valor envolve pessoa. Avaliação é fundamentalmente acompanhamento do desenvolvimento do aluno no processo de construção do conhecimento. O professor precisa caminhar junto com o educando passo a passo, durante todo o caminho da aprendizagem. A avaliação entendida como ato de acolher requer um olhar sem preconceitos, um dinamismo na prática docente e uma profunda vontade de efetivar uma prática que leve à transformação de conteúdos curriculares à ações vivificadas.


É uma narração ou descrição verbal ou escrita, ordenada, minuciosa de um determinado fato . O relatório do desenvolvimento do aluno tem por objetivo levar o professor a acompanhar o processo de construção do conhecimento do aluno e intervir quando necessário no sentido de contribuir para o desenvolvimento integral, juntamente com a família, no processo de aprendizagem.
Temos que escolher adequadamente as palavras, expressões e citações a serem introduzidas no texto do relatório.
Consideramos a criança como um ser em constante desenvolvimento e temos que ter um olhar global do seu desenvolvimento, enxergando  o antes, o agora e o futuro próximo.


 Segue alguns verbos que poderão ser usados no relatório do     desenvolvimento dos seus alunos:
  • Demonstrar, identificar, interessar, interagir, arriscar, comentar, empregar, discenir, reconhecer, valorizar, construir, avançar, desafiar, observar, montar, criar, estabelecer, classificar, comunicar, utilizar,analisar despertar, seguir, reagir, ler, compreender,agir, distinguir, participar, encontrar, habilitar, propor, interagir,alcançar, definir, levantar, completar, realizar, proporcionar,construir, enriquecer, atender, orientar, traçar, perguntar, perceber, ampliar, criar, contribuir, atingir, auxiliar, oferecer, dirigir, apresentar, colaborar, elaborar, revelar, preparar, sugerir, dispersar, brincar, movimentar, experimentar, manusear
Todos os aspectos do desenvolvimento da criança tem que ser apontado de uma forma que ao ler os pais visualizem o crescimento dos filhos ,sempre de forma positiva e que percebam os trabalhos desenvolvidos, o olhar e os procedimentos que o professor introduziu para intervir nesse  processo importante da criança,
O desenho: instrumento de observação do desenvolvimento da criança.


“Claro que há respostas certas e erradas. O
equivoco está em ensinar ao aluno que é disto
que a ciência, o saber, a vida são feitos. E com
isto, ao aprender as respostas certas, os alunos
desaprendem a arte de se aventurar e de errar,
sem saber que, para uma resposta certa,
milhares de tentativas erradas devem ser feitas.
Espero que haja um dia em que os alunos serão
avaliados também pela ousadia de seus vôos...
Pois isto também é conhecimento”

Rubem Alves



De médico e louco todo mundo tem um pouco,  menos nós "Professores".

Cuidado com a escrita do seu relatório, somos professores
e não podemos diagnosticar nenhum distúrbios, doenças, etc..
Somente um especialista no
assunto pode dizer com certeza o problema que
está afetando seu aprendizado.
Temos que ter consciência que observamos o desenvolvimento educacional e aspectos que possam estar interferindo nesse desenvolvimento
.




Outro ponto que temos que ter Cuidado é como escrevemos certas características ou
fatos ocorridos no decorrer da observação, a forma como se escreve pode trazer problemas para o professor, os responsáveis poderão sentir-se ofendidos, assim como interpretar como uma humilhação, um descaso, um constrangimento para os filhos, causando transtornos e até processo para o professor que muitas vezes não teve a intenção." O relatório é um documento escrito e assinado pelo professor".
Assim como a agenda que é uma forma de registro.

Segue alguns exemplos da forma de expressões do senso comum da escrita e da forma mais clássica da mesma escrita:

A Criança é:

               Mentirosa - Utiliza-se de inverdade para justificar seus erros.
               Tagarela/ Conversa demais- Não  respeita o momento de falar, não deixa os companheiros se expressarem.
              Não sabe- Apresenta dificuldades nos conteúdos trabalhado até o momento, terá que rever alguns conteúdos.
              Não tem Limites- Necessita rever as regras de convivência e combinados da sala, precisamos porém da paceria da família.
              Tem costume de roubar-  Apropria-se de objetos dos colegas.
              É agressiva- Demonstra agressividade com os colegas, principalmente em disputas por brinquedos e conflitos diversos.
              É relaxada-  Não cuida dos seus pertences e materiais, não tem capricho.
              Não tem apoio famíliar- Necessitamos da intervenção e parceria escola-família para que o desenvolvimento do aluno seja pleno.
              É desobediente- Tem dificuldades em atender pedidos dos professores, funcionários e pessoas que a supervisionam/ Não compreende solicitações de adultos.
              É distraída/Apática- Não interage nas atividades e brincadeiras propostas, distrai-se com facilidade, pouco se expressa com os colegas e professoras.
              Fofoqueira- Demonstra preocupação com atitudes e ações dos colegas e esquecendo dos seus afazeres.
              Vive atrás do professor- Demonstra carinho e apego a professora.
              É dissimulada- Em conflitos é sempre vítima, mesmo estando clara a sua participação nos eventos.
              É preguisosa- Não realiza as atividades propostas observa-se desânimo e cansaço, porém em outros momentos brinca e movimenta-se sem nenhum problema.
              Boca suja-  Apropria-se de palavras obscenas e pouco cordiais para se referir aos colegas, em momentos de conflitos e em brincadeiras diversas.
              Egoista-  Necessita de orientação para compreender a importância do brincar no coletivo e a dividir os brinquedos e brincadeiras com os demais.
              Não para sentada-  É uma criança inquieta, agitada, ansiosa... que não consegue sentar-se e prestar atenção a explicações e comandas

Na avaliação de educação infantil os pontos
principais são
os avanços e os aprendizados que as crianças
tiveram no semestre.
Registraremos
muito mais os pontos positivos e o negativos
dependendo deles uma conversa formal com os responsáveis
é a melhor solução para alguns comportamentos
indesejáveis. 

Lembre-se
seu trabalho também é avaliado.
"Ação- reflexão-ação da Prática"
Marisa C. Nunes

Um Grande Abraço!!!!!
Marisa C. Nunes

2 comentários:

Lucimar Lopes disse...

Querida Marisa gostei muito dos conselhos que você deu sobre o cuidado com o relatório>Parabéns pelo seu blog.Amei!!!

Anônimo disse...

Olá Marisa,amei as dicas. Obrigada por compartilhar